Fatores que afetam a germinação e a emergência de Xanthium strumarim L.: dormência, qualidade da luz e profundidade de semeadura Factors affecting germination and emergence of Xanthium strumarium L.: dormancy, light quality and sowing depth (Unknown language)

  • ISSN:
  • Article (Journal)  /  Electronic Resource

How to get this document?

Foram conduzidos três ensaios com o objetivo de estudar os efeitos de diferentes métodos de quebra de dormência das sementes, da qualidade da luz e da profundidade de semeadura na germinação e emergência do Xanthium strumarim L. (carrapichão). No primeiro ensaio, sob condições de câmara de crescimento, os tratamentos constaram de 5 métodos de quebra de dormência: mecânico (lixa), químico (H2SO4 conc. por 10 min.), pré-tratamento em água (imersão por 2 horas), físico (choque térmico: água à 80oC por 2 min.) e testemunha, que proporcionaram 100%, 93%, 93%, 87% e 80% de germinação, respectivamente, sem haver diferença estatística entre os mesmos. O pré-tratamento em água apresentou menor índice de velocidade de germinação (IVG) e os demais não diferiram significativamente entre si. No segundo ensaio, também sob condições de câmara de crescimento, os tratamentos de qualidade da luz constaram de 6 filtros de luz, que resultaram nas seguintes porcentagens de germinação: azul - com refletividade máxima a 450 nm (13%), verde-500 nm (33%), vermelho-700 nm (13%), vermelho/distante-760 nm (7%), ausência de luz (26%) e transparente - sem absortividade na região de 380 a 760 nm (testemunha, 73%), indicando sensibilidade das sementes à qualidade de luz. No terceiro ensaio, sob condições de casa-de-vegetação, os tratamentos foram diferentes profundidades de semeadura (0 a 20 cm, em intervalos de 2 cm), sendo que o máximo de emergência ocorreu no intervalo de 0 a 8 cm, no qual foi observado 67% de emergência do carrapichão, com maior índice de velocidade emergência (IVE), sendo que após os 16 cm, praticamente não houve emergência.
Three trials were carried out to study the effects of different methods to overcome dormancy, light quality and sowing depth on the germination and emergence of Xanthium strumarim L. (cocklebur). In the first trial, under growth chamber conditions, the treatments consisted of 5 methods of seed scarification: mechanical (sand-paper). Chemical (concentrated sulphuric acid for 10 min), sowing treatment (2 hours soaking in water), physical (thermal shock: 2 min in water at 80oC) and the control, which resulted in germination percentages of 100%, 93%, 93%, 87% and 80%, respectively, without significant differences between the treatments; the sowing treatment caused lower germination speed (IVG). In the second trial, under identical conditions, the light quality treatment consisted of 6 light filters, resulting in the following germination percentages: blue - 450 nm (13%), gree - 500 nm (33%), red - 700 nm (13%), distant red - 760 nm (7%), darkness (26%) and transparency - without absortion at 380 to 760 nm (control, 73%), indicating that this species can be considered a preferencial photoblastic. In the third trial, under greenhouse conditions, the treatments comprised various sowing depths (0 to 20 cm, at 2 cm intervals), with maximum emergence at 0 to 8 cm depth, with 80% of cocklebur emergence and higher speed emergence index (IVE); no emergence was observed below 16 cm.

Feedback